Audrey Tautou interpreta Coco Chanel no cinema

Bem, Chanel é praticamente um sinônimo de moda, certo? Falar de moda lembra Chanel e a história da moda do século XX não seria a mesma sem ela. Pois agora um pouco da sua história chega aos cinemas fabulosamente interpretada pela atriz francesa Audrey Tautou, a mesma atriz do fofíssimo O Fabuloso Destino de Amelie Poulain.

O título original do filme é Coco Avant Chanel e estréia dia 22 de abril na França e no dia 22 de maio no Brasil. Confira abaixo alguns dados sobre o filme, a sinopse e o trailer:

Elenco: Audrey Tautou, Alessandro Nivola, Benoit Poelvoorde, Marie Gillain, Emmanuelle Devos.
Direção: Anne Fontaine
Distribuidora: Warner Bros.

Sinopse: A trama traz partes de L´irrégulière, biografia de Coco escrita por Edmonde Charles-Roux e publicada na França pela editora Grasset. O roteiro foi escrito por Anne Fontaine e Camille Fontaine, com colaboração de Christopher Hampton. O filme se concentrará nos anos de aprendizado de uma das maiores designers de moda do mundo e mostrará como uma jovem de origem humilde e que estudou sozinha se tornou um símbolo de sucesso e liberdade, além de ajudar a criar o perfil da mulher moderna.

Curiosidades:
» A produção tem a ajuda da Maison Chanel e de Karl Lagerfeld, que permitiram acesso total aos arquivos e coleção.
» As gravações foram em francês e aconteceram nos arredores de Paris e na Normandia durante 12 semanas.

Nossos “brasileirismos”

carmen5

Ontem começou mais uma edição, a 26a, do São Paulo Fashion Week para apresentar as novas coleções de inverno. A primeira edição de 2009 tem como tema e quer celebrar os brasileirismos, “representados pela leveza e pela felicidade que povoam o imaginário do brasileiro, e sua relação única com o mundo que o cerca.” E nesses brasileirismos, uma pessoa que simboliza e ajudou a construir essa imagem que o mundo tem do Brasil, é Carmen Miranda, também homenageada nessa edição do SPFW. A cantora ganhou uma exposição especial com peças do acervo do Museu Carmen Miranda no espaço da Bienal.

Carmen Miranda comemoraria 100 anos de existência no mês de fevereiro e, quando li a respeito do tema, lembrei que já publiquei um pequeno texto com a sua biografia no site Santa Moda. Ele segue abaixo. Quanto à São Paulo Fashion Week voltarei a comentar nos próximos dias!

Que é que a baiana tem?
Por Graziela Morelli

Carmen Miranda é até hoje a cantora brasileira que mais fez sucesso no exterior. Dona de um estilo absolutamente único e particular, tanto na maneira de cantar como na performance de palco, teve uma vida de mito, cheia de glórias e dramas. Nascida em Portugal, a 9 de fevereiro de 1909, veio para o Brasil ainda bebê, fixando-se com a família no Rio de Janeiro. Maria do Carmo Miranda da Cunha passou a ser chamada por Carmen pela família quando ainda era adolescente, por influência da ópera Carmen, de Bizet. Desde criança a menina tinha propensão para cantar. Mas queria ser freira, e só não realizou seu sonho por interferência do pai. Estudou num colégio de freiras mas não chegou a completar o curso ginasial porque, aos 14 anos, precisou interromper os estudos para trabalhar e ajudar no sustento da casa. Foi balconista numa loja de gravatas e aprendiz de chapelaria numa loja de chapéus femininos. Era muito criativa e excelente vendedora. Por volta de 1925, a família foi residir na travessa do Comércio nº 13, instalando uma pensão, administrada pela mãe. Em 1928, cantou pela primeira vez numa festa beneficente, no Instituto Nacional de Música, conquistando a simpatia e o respeito do compositor Josué de Barros, ao interpretar a música Chora Violão. Um ano depois, gravou dois discos batendo o recorde de vendas com a música Prá você gostar de mim (Taí).


carmen1

Sua estréia no cinema se deu em 1932 com o filme O Carnaval cantado no Rio, e no ano seguinte A voz do Carnaval, ambos de Adhemar Gonzaga. Atuou em outras produções, todas de Wallace Downey: Alô, alô, Brasil (1935); Estudantes (1935); Alô, alô, Carnaval (1936) e Banana da Terra (1939), seu último filme no Brasil, no qual interpretava O que é que a baiana tem? acompanhada pelo Bando da Lua. Foi nesse filme que criou o estilo que a consagrou no mundo inteiro: roupas de baiana, turbantes, balangandãs, sandálias plataforma, as conhecidas gesticulações dos braços e do corpo, o revirar de olhos, o sorriso contagiante, enfim, Carmen tinha muita bossa, simpatia e humor, o que aumentava seu prestígio. Em 1933 Aurora Miranda, sua irmã mais nova, passou a acompanhá-la como cantora em diversos shows.

Conquistou também Nova Iorque, com sua presença explosiva cantando apenas cinco músicas acompanhada pelo Bando da Lua. Seus turbantes e balangandãs foram copiados e expostos em vitrines de lojas, e a cantora ganhou o título de Brazilian Bombshell.

carmen4

Em 1940, Carmen retorna ao Rio, em férias, mas a pedido da primeira dama, Darcy Vargas, se apresenta no Cassino da Urca, sendo recebida friamente pela platéia e imprensa local. Como resposta a cantora interpreta o samba Disseram que eu voltei americanizada, ao lado de Grande Otello, arrancando aplausos da platéia. Em 1941, torna-se a primeira artista latino-americana a ser perpetuada na Calçada do Teatro Chinês, em Hollywood, imprimindo suas mãos e os saltos de seus sapatos sob a inscrição Viva! à maneira sul americana.

Carmen atuou ainda em diversos filmes e shows, até falecer em 5 de agosto de 1955, após participar do programa de TV de Jimmy Durante.

Carmen foi cantora exclusiva de diversas rádios: Victor (em São Paulo), Mayrink Veiga (onde foi “a primeira cantora de rádio a merecer contrato, quando todos recebiam somente cachês”2), Odeon e Tupi. Recebeu diversos slogans: “Cantora do it”, “Embaixatriz do samba”, “Ditadora risonha do samba” e, o mais significativo, “Pequena Notável”, (pois era pequena mesmo, tinha 1,53 m de altura) sendo os dois últimos criados por César Ladeira, famoso radialista.

carmen6

O estilo de Carmen era uma envolvente mistura de graça e ingênua malícia. Sua enorme capacidade de expressão fazia os ouvintes sentirem sua presença “fora do disco”, ao vivo. Nos teatros, aquela mulher de pouca estatura e delicada de corpo parecia eletrizar o público com voz, os gestos sugestivos e os olhos verdes que chispavam.

Essa matéria foi publicada no site Santa Moda: http://www.santamoda.com.br/passaso.asp?codigo=135

Ano da França no Brasil

Depois de minha viagem a Paris, cidade pela qual me apaixonei, tudo que diz respeito a França chama minha atenção. E qual não foi minha supresa quando recebi em meados de dezembro (ok, sorry, estou com posts bastante atrasados!) a edição especial da Vogue feita em comemoração ao Ano da França no Brasil.

Fiquei super feliz quando vi e ao folhear a revista e me deparar com muitas coisas que vimos por lá em Paris, e a programação intensa que haverá no Brasil em 2009 trazendo o melhor da cultura francesa.

voguecapafr2-225x300

Confere a nota que saiu no site criado para divulgação da iniciativa:

A revista Vogue lançou, juntamente com a publicação de dezembro de 2008 sobre a vinda histórica de Madonna ao país, uma edição especial sobre o Ano da França no Brasil.

Com a chancela do governo francês e feita em parceria com a Maison de la France, Departamento Oficial de Turismo Francês, a publicação conta com tiragem inicial de 67 mil exemplares, sendo reeditada ao longo do ano de 2009.

“A Vogue França Brasil será a revista oficial das comemorações francesas e contará, pela primeira vez, com a chancela do governo francês e o glamour mundial da Vogue”, afirmou Idel Arcuschin, publisher da Vogue no Brasil.Empresas como Air France, Galeries Lafayette, Chanel, Jack Vartanian, LongChamp, Paris 6, Chef Rouge, Hyatt, Plaza Athénée, Fouquet´s Barrière e Le Meurice são apoiadores comerciais e patrocinadores da revista.

O conteúdo especial traça um perfil das personalidades francesas mais interessantes da atualidade e abordará temas variados, além da agenda cultural do calendário de eventos oficiais em 2009.

Para quem quiser acompanhar a programação do Ano da França no Brasil, acesse: http://anodafrancanobrasil.cultura.gov.br/


Mário Queiroz assina os novos uniformes do Bistrot La Table

Mario Queiroz está quase morando em Santa Catarina. Mensalmente, ele vem para cá para orientar os projetos desenvolvidos para o Santa Catarina Moda Contemporânea e, numa de suas passagens por aqui, foi convidado a desenhar o uniforme do Bistrot La Table em Balneário Camboriú.

O resultado desse trabalho será apresentado na próxima quarta-feira, 22 de outubro, durante um jantar especial, quando o chef João Leme também estará lançando o novo cardápio da casa que acaba de completar o seu primeiro ano de atividades na Avenida Atlântica, com vistas para o mar. O evento contará com a presença do estilista Mário Queiroz, que virá de São Paulo especialmente para mostrar o resultado final do trabalho, fruto de uma parceria que vem sendo costurada há dois meses e que terá ainda outros muitos bons frutos.

O uniforme é elegante com detalhes especiais que remetem a velas de embarcações em tom de azul da cor do céu. Com modelagem próxima ao corpo, perfeita e confortável, não apenas para fazer bonito, mas principalmente para não interferir nos movimentos, seguindo exatamente o comprometimento do estilista  com a alfaiataria contemporânea.

Tendências para o verão

A primavera está aí e as tendências para a próxima estação já aparecem em todas as vitrines, mesmo que o calor ainda não esteja firme. Uma das grandes apostas para o verão são as referências florais, étnicas e misturando tudo isso os anos 70 e a estética hippie. Pensando nisso, foi feito um editorial para o Município Mais, que circulou em 18 de setembro, e que foi em cima dessa proposta. A modelo é a brusquense Priscila Rezini (que não é modelo mas que posou ficou super bem nas fotos!), as fotos são do Thiago Bellini e a maquiagem do Alan Pires. Tudo clicado na rua nos arredores de Brusque e produção minha.

Lindas bolsas!

Tem trabalhos que a gente faz e que fica muito satisfeita com o resultado, muito orgulhosa. E um desses foi o projeto de TCC que orientei há uns dois anos. Sem dúvida que o mérito não é meu, mas sim da autora do projeto, mas meu orgulho é de ter feito parte dele.

Estou falando do trabalho desenvolvido pela Bruna Starling. Ela criou uma coleção linda de bolsas inspirada no Alceu Penna e o mais bacana é que ela resolveu tocar adiante depois de ter acabado o curso. Hoje, a linha de bolsas está crescendo e o nome da marca foi batizada com o nome da própria criadora: Bruna Starling.

Dá uma olhada nas peças dela e vai ser possível entender o que quero dizer.

Madonna completa meio século de vida

É hoje! Madonna, uma das ou a cantora pop mais famosa da atualidade, comemora 50 anos de vida hoje. E é preciso comentar que ela não parece ter chegado lá, não. Ela mesmo comentou em recente entrevista que sua idade espiritual é de 36 anos. Sua aparência e disposição não parecem de 50 anos. Que bom!!

Esse ano Madonna completa também 25 anos de carreira. Seu primeiro álbum, que tem as famosas Borderline e Hoilday, foi lançado em 1983.

Happy Birthday!!